APRENDA CAIR

Ninguém está livre de uma queda, não é mesmo? Procurando pelo assunto na internet, encontramos este post num fórum, achamos interessante e estamos compartilhando aqui com vocês.

Dicas de Keith Code em seu livro: Twist of the Wirst, traduzindo na nossa giria: enrolando os cabo

Acho esse capitulo dele essêncial.

Como cair

Relaxe – você está apenas testando suas vestimentas na pista Três fatores realmente importantes sobre cair de uma motocicleta são: O que fazer quando chega a hora de descarregar – Como evitar que essa situação ruim fique pior – e Como você se sente a respeito de cair.

Estar pronto para cair

Vamos considerar o terceiro fator primeiro. Com um piloto, você deve estar preparado para cair. Não deve querer que isso aconteça, mas estar pronto é muito diferente e tem a ver coma sua atitude a respeito de
cair. Se você pilota uma motocicleta – e especialmente se compete – cair é uma atividade em que você tende a estar envolvido. Tem a ver com o território da pilotagem. Se você resiste em cair, tem mais tendência a faze-lo. Essa é a chave – funciona de maneira muito semelhante à fixação de alvo. Isso é quando você olha para um objeto em que não deseja bater, então fica tão fixado na ameaça que não procura uma forma de evitar e bate do mesmo jeito. Cair é parecido porque quanto mais você resiste – ou fixa a idéia de não cair – mais você deixa de gastar atenção em sua pilotagem. Você pode gastar sua nota de dez reais de
atenção toda em resistir a queda, logo devido ao fato de não ter nenhuma quantidade de atenção sobrando para operar a máquina, você cai por erro.

Aqui está mais uma vez a mágica da decisão. Você simplesmente decide que vai possivelmente cair e aceita que isso pode acontecer a qualquer momento e em qualquer lugar. Você tem que olhar para esse quadro e dizer, “Certo, eu posso cair. Posso quebrar um osso ou ter um arranhão ou posso morrer fazendo isso”. Todas essas coisas podem acontecer e realmente acontecem a pilotos de motocicleta. Então, tire isso do caminho olhando para a situação e tomando uma decisão. Não recomendaria ninguém que não estivesse pronto para cair a competir.

Seguro de queda

Ninguém deseja cair, mas uma vez que aconteceu e deu tudo certo, cair não é mais tão temível quanto antes. Seu melhor seguro contra quedas é não resistir a elas.

Se você cair, todavia, aqui está como sair dessa situação com a mínima quantidade de danos ao seu corpo:

Deixe levar

1. Deixe a moto ir: Ela é muito mais pesada e maior do que você e tem grande tendência de viajar na pista muito mais do que você. Se você está segurando nela, a está acompanhando no passeio. Você quer minimizar seu movimento para que suas novas vestimentas não fiquem com buracos da pista. As motocicletas têm coisas duras pregadas nos lados que podem se agarrar ao solo e as despachar rodando. Se você ainda estiver preso à moto, fará o mesmo. Quando você a deixa ir, a diferença de peso entre você e ela te deixará em algum outro lugar.

2.Relaxe: Se você a perder, apenas relaxe. Não faça nada. O ato de relaxar irá, na maioria dos casos, te afastar da moto. Se você estender seus braços ou pernas para tentar parar a queda, estará gerando um eixo
que pode te mandar voando ou quicando. Quando seu corpo está rígido é fácil quebrar coisas. Se estiver relaxado derrapando como uma boneca de pano é mais difícil ter ossos quebrados.

Relaxar também coloca uma maior área do seu corpo em contato com o chão e distribui o impacto nessa área maior. Por exemplo, se você pesa 70kg e cai sobre a palma da sua mão, os 7,5cm² da palma da mão irão suportar uma força de aproximadamente 8kg por centímetro quadrado da queda – a força desse impacto irá aumentar sensivelmente com a velocidade. Se, ao invés disso, você cair sobre suas costas, braços e pernas, estará caindo sobre alguns metros quadrados o que traz a carga por centímetro quadrado para bem menos que um quilo. Meio quilo despejado sobre sua mão irá machucar um pouco. Vinte quilos machucarão bastante.

Relaxar distribui o impacto numa área maior. Esse é um dos truques usados por dublês e por pessoa que praticam artes marciais para diminuir as possibilidades de dor e danos para o corpo.

Provavelmente todos já ouviram falar sobre situações excepcionais onde o piloto derrapa e escala para cima da moto para esperar que ela pare. Ele não toca o solo e não é ferido. Você decide se quer tentar isso,
mas entenda que o pior tipo de queda é quando a moto está deslizando e alguma coisa bate nela a fazendo girar. Se você ainda estiver em cima, será lançado. Isso é chamado “saindo do lado alto” quando você é jogado do lado alto da moto numa curva. “Cair do lado baixo” é quando a moto está inclinada e os pneus deslizam para fora a fazendo cair imediatamente.

Pare antes de se levantar

Um outro aspecto importante de cair é que algumas vezes você não pode dizer quando parou. Pode parecer estranho, mas é verdade. Quando você cai, ocorre um distúrbio no fluido intra-ouvido que governa seu senso de equilíbrio e de movimento. Você pode pensar estar parado enquanto ainda desliza a 160km/h. A situação pode tornar-se interessante se você decidir levantar antes do deslizamento ter acabado. Aconteceu comigo uma vez e eu já vi acontecer com outros pilotos. Você termina percorrendo 4,5m na pista e parece um canguru. Para evitar isso conte até três quando pensar estar parado, então dê uma olhada em volta para
ver se o chão e o céu estão nos lugares certos.

Pratique as quedas

Como foi mencionado, você se prepara para a possibilidade de cair relaxando. Aqui vai um exercício para te ajudar a fazer isso:

1. Fique em pé no meio de uma sala revestida com tapete ou use um ginásio equipado com tatames de luta.

2. Estenda ambos os braços na altura dos ombros.

3. Relaxe e deixe-os cair. Se você notar alguma resistência nos seus músculos depois de ter dado o comando, faça novamente até que seus braços caiam livremente para os lados.

4. Fique no meio da sala e comande para que seu corpo todo relaxe. Se deixe cair. Se você fizer
honestamente suas pernas tombarão primeiro e você não cairá nem para frente nem para trás – desmontará como um todo no chão. Faça isso até possa relaxar completamente seu corpo depois do comando.

Se quiser ser criativo com esse exercício pode faze-lo sobre pisos macios enquanto anda ou corre. Você também pode faze-lo sobre um trampolim. A coisa importante é relaxar o corpo depois do comando de modo que ele caia relaxado e distribua o impacto numa área maior. Tenho testado essa técnica na pista a mais de 200km/h posso testemunhar pessoalmente que para a maioria dos acidentes de motocicleta você terá uma chance muito melhor de evitar ferimentos se bater no solo relaxado.

Depois de uma queda

Se tentar desviar de do trafego que vem vindo, existe uma grande possibilidade de você ser atingido. Olhe do ponto de vista dos outros pilotos – eles têm uma chance de te evitar se você permanecer em um lugar. Se você estiver se movendo em pânico, eles não saberão que caminho você vai tomar. Se você estiver parado, eles terão algo para evitar. Além disso, é melhor ter uma perna atropelada por outro motociclista do que ser atingido enquanto se está de pé.

Um plano de ação como o de relaxar quando cair é parecido com usar um capacete. Você não precisa dele até que bate no chão, então você precisa dele de verdade. Estar preparado para cair te ajudará a se manter longe do solo; saber como fazer isso pode minimizar seus prejuízos.

Fonte: http://motopilotagem.blogspot.com.br

Esperamos que as dicas tenham sido útil.

Forte abraço e boas estradas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>