Mala de garupa, tchê!

Encarei como uma declaração! Risos! Edna.

Olá, vamos garupar?

Estava aqui pensando hoje sobre o que escrever e resolvi descontrair, procurei a definição correta para mala de garupa e olhe o que encontrei:

De acordo com o Dicionário Gauchês-Português.

É um pequeno saco com uma abertura central e no sentido longitudinal,
fechado nas duas extremidades, constituindo dois depósitos de objetos para a viagem.

Essa mala é colocada na parte posterior do lombilho ou do serigote à guisa de alforges, e sobre ela vão os pelêgos e a bandana.

Mas o que isso tem a ver?
Bem, sempre brinco que sou “mala de garupa” e realmente não deixo de ser. A única diferença é que não carrego utensílios, nem ando no lombo de um cavalo. Embora ande no “lombo” da “Crioula” (nossa valente VStrom) e carrego a alegria e o prazer de uma boa companhia.

A moto roncou e lá estou, a postos, na garupa pronta para passear, registrar, admirar as mais belas paisagens junto do meu piloto, sentir as curvas, o vento, a chuva e o sol.
Posto isto porque também somos parte desta natureza.

No Rio Grande do Sul, nenhum gaúcho que se preza sai sem sua mala de garupa, utensílio essencial para carregar tudo o que vai necessitar.

Então lanço o seguinte slogan:

“Para carregar a bagagem use bauletos/ alforges,
para levar a alegria e fazer boa companhia, leve sua “mala de garupa” .

Tenho certeza que não existe nada melhor do que compartilhar o nascer ou o pôr-do-sol na estrada, recostado no aconchego da sua garupa! Estou errada?

ConfrariadosLobos_Brasil

Recado dado.

Aqui vou eu … até a próxima.
Lobo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>