Mulheres sobre motos

mulhermoto

Nós mulheres possuímos 25% das motos novas no País.

O universo das motocicletas, que já foi exclusivamente masculino, está cada vez mais cor-de-rosa. Atualmente, 25% das motos novas comercializadas no País são adquiridas por mulheres. Prova irrefutável de que elas estão desafiando o trânsito das grandes cidades e utilizando o meio de transporte individual mais prático e econômico que existe. Os dados são da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas (Abraciclo).

O aumento da presença feminina no mercado de motos é confirmado por uma estatística recente da CAIXA CONSÓRCIOS.
A empresa identificou que de cada quatro consórcios de moto comercializados desde o lançamento do produto, em dezembro do ano passado, um tinha sido adquirido por mulheres.

Aquela história de que `lugar de mulher é na garupa` já é coisa do passado. Só em 2010, quase meio milhão de mulheres adquiriram suas próprias motos, segundo a Abraciclo”, afirma o diretor de operações da empresa, Antônio Limone. “Com o nosso Consórcio Moto queremos ajudar a aumentar ainda mais o número de mulheres sobre duas rodas”.

De acordo com Limone, o crescente interesse das mulheres por motos é mais um reflexo da emancipação feminina na sociedade. “As mulheres estão cada vez mais independentes e inseridas no mercado de trabalho. Nada mais natural do que adquirirem um veículo ágil, econômico e que passa uma sensação enorme de liberdade, como a moto”, explica o executivo.

A migração das mulheres da garupa para o guidão começa a mexer com o mercado das duas rodas.
Já são desenvolvidos produtos com design e cores pensando nesse público. O diretor da Abraciclo, Moacyr Paes, explica a preferência delas: “As mais procura das pelas mulheres são as scooters, que por serem automáticas, permitem a condução na posição sentada, e não montada, como nas outras motocicletas”.

– Moto com batom

Engana-se, no entanto, quem pensa que todas as mulheres gostam das scooters. Para Vanessa Soares, quanto mais potente a moto, melhor. Como forma de declarar sua paixão pelas motocicletas e incentivar outras mulheres a fazerem o mesmo, ela criou o blog “Moto com Batom”, onde escreve tudo o que o público feminino precisa saber sobre o assunto. Inclusive a manter a elegância em cima do veículo. “Existem saltos específicos para motociclismo e até mesmo roupas que, além de proteger, combinam com nossas motos”, ensina.

Quando surge um problema mecânico em suas motos, as motociclistas mostram-se diferentes da maioria das mulheres. “Ao contrário das que dirigem carro, as que pilotam moto geralmente têm grande interesse em conhecer sobre a parte mecânica”, afirma Vanessa.

Apesar de sentir-se perfeitamente adaptada no universo das duas rodas, a blogueira admite: `ainda existe certo preconceito em relação às mulheres que pilotam motos. No começo sentíamos um grande preconceito por parte dos homens. Quando nos viam em encontros de motos, eles ficavam desconfiados e normalmente não acreditavam na nossa capacidade. Mas isso passou. Hoje, a grande maioria adora ter mulheres no grupo´.

– CURIOSIDADE

O clube de motociclistas mais antigo do mundo é formado exclusivamente por mulheres. Isso mesmo: o Motor Maids foi reconhecido oficialmente em 1940 pela Associação Norte-Americana de Moto Clubes. Hoje, aproximadamente 1200 filiadas americanas e canadenses seguem unidas pela paixão de guiar em duas rodas.

FONTE: Blog GUMAHD76

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>